Votação adiada: Pressão contra a PEC 32 segue em Brasília e deve ser intensificada nas redes sociais


16/09/2021 - Helcio Duarte Filho
Sintrajud participa da mobilização na Câmara e nas redes sociais; deputado assume titularidade na comissão e pergunta como votar na 'reforma administrativa.

Fabiano dos Santos e Luciana Carneiro no plenário de comissões da Câmara dos Deputados, na manhã desta quinta-feira (Crédito: André Oliveira).

A pressão em defesa dos serviços públicos prossegue em Brasília e deve ser intensificada ainda mais nas redes sociais nesta quinta-feira (16) e nos próximos dias, quando o governo tentará votar a proposta do presidente Jair Bolsonaro para os serviços públicos no Brasil. A votação prevista para hoje foi adiada para terça-feira (21) e há rumores de que o voto complementar apresentado ontem às 20h15 pelo relator vai ser retirado para nova reformulação. As campanhas contra a PEC convocam servidores e servidoras a aumentar a pressão junto aos parlamentares para que a PEC seja enterrada de vez. O Sintrajud também disponibiliza uma mensagem para envio aos e-mails dos deputados (clique aqui e envie a sua).

Há parlamentares, inclusive, que dizem buscar a opinião nas redes sociais para supostamente definir seu voto. É o que faz neste momento o deputado federal André Janones (Avante-MG), que acaba de assumir a titularidade de vaga na comissão especial que analisa a ‘reforma’ administrativa (PEC-32) e pergunta como deve votar.

O governo federal tentava aprovar a matéria nesta quinta-feira, na comissão especial, e trabalharia para pautá-la na semana que vem em Plenário – a proposta terá ainda que passar pelo Senado Federal, caso obtenha pelo menos os 308 votos necessários na Câmara. Servidores pressionam em Brasília pela rejeição e a votação na comissão foi adiada. Deputados da oposição pediram o adiamento, argumentando que o relator, deputado Arthur Maia (DEM-BA), disse que negociava alterações em seu parecer, porém até a manhã desta quinta-feira não as havia divulgado.

Servidores se reuniram pela manhã, por volta das 9 horas, em frente à entrada da Câmara que fica no Anexo II. Parte dos manifestantes conseguiu entrar na casa legislativa, embora os acessos à sala da comissão estejam bloqueados. Os dirigentes do Sintrajud e servidores caravaneiros entraram (foto)

A consulta do deputado André Janones é pelo Facebook (é possível acessar aqui e sindicatos do país inteiro também estão orientando que servidores manifestem seu posicionamento). “Acabo de assumir a TITULARIDADE da comissão da PEC 32 (Reforma Administrativa). Como eu era suplente, a previsão era de que eu tivesse que me posicionar apenas em plenário, porém fui pego de surpresa e vou ter que votar AINDA HOJE, na comissão”” diz mensagem postada pelo parlamentar no Facebook. “Já tenho uma posição pré estabelecida, mas antes de anunciá-la, gostaria de ouvi-los mais uma vez, como sempre faço antes de votos com grande repercussão”, diz mais adiante.

A campanha contra a PEC 32 trabalha com a mobilização nas ruas e nas redes sociais e vem solicitando que todos que defendem os serviços públicos busquem multiplicar essa ideia nas diversas plataformas digitais na web, em grupos de amigos, colegas e familiares. Além de também pressionar diretamente os parlamentares pelas redes sociais. A campanha realizou atos presenciais em Brasília e nos estados na terça-feira (14) – o uso de máscaras, álcool gel e distanciamento é obrigatório. O Sintrajud está presente em Brasília com uma delegação de oito servidores e servidoras. A mobilização contra a PEC 32 também participará dos atos “Fora Bolsonaro” convocados para 2 de outubro de 2021.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas