Servidores aprovam participação em calendário de lutas contra ataques de Temer

“Greve geral já”, esta foi a frase que os servidores gritaram após a aprovação por ampla maioria do chamado a greve geral contra a terceirização e as reformas da Previdência e Trabalhista, propostas pelo governo de Michel Temer. Na assembleia geral que aconteceu no último domingo, 26, em Itapecerica da Serra, a categoria referendou as […]

“Greve geral já”, esta foi a frase que os servidores gritaram após a aprovação por ampla maioria do chamado a greve geral contra a terceirização e as reformas da Previdência e Trabalhista, propostas pelo governo de Michel Temer. Na assembleia geral que aconteceu no último domingo, 26, em Itapecerica da Serra, a categoria referendou as decisões da plenária final do 8º Congresso do Sintrajud e aprovou a participação do calendário unificado de lutas, que inclui a convocação de uma greve geral para o mês de abril.

A primeira atividade do calendário é a participação dos atos do Dia Nacional de Mobilização contra a Reforma da Previdência e em Defesa dos Direitos, programado para acontecer nesta sexta-feira, 31. Na data, estão programados protestos, sem paralisações, em todo o país contra os ataques de Temer.

Em São Paulo, a manifestação acontece na Avenida Paulista, em frente ao MASP, a partir das 16h. A perspectiva é que seja mais uma grande manifestação, a exemplo do que foram os atos do dia 15, rumo à construção da Greve Geral, chamada pelas centrais para o dia 28 de abril.

Além do calendário de lutas, servidores também elegeram 10 representantes do Sintrajud para participar da Reunião Ampliada da Fenajufe, que vai acontecer no dia 8 de abril, em Brasília.

image_print
Fechar Menu

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas