Servidores fazem ato e carreata para marcar dia nacional de luta em defesa do serviço público


02/02/2021 - Shuellen Peixoto
Manifestação que aconteceu na manhã desta segunda-feira, 1º de fevereiro, foi parte da jornada de lutas que também pede impeachment de Jair Bolsonaro e vacinação imediata; data encerrou primeiro ciclo da retomada das mobilizações contra ‘reforma’ administrativa.

Foto: Claudio Cammarota

 

Com cartazes e bandeiras em defesa dos serviços públicos e pelo ‘Fora Bolsonaro’, servidores e servidoras participaram de mais uma carreata na manhã desta segunda-feira, 1º de fevereiro, em São Paulo. A manifestação em São Paulo marcou o dia nacional de mobilizações e levou às ruas mais uma vez a indignação contra os ataques do governo federal aos serviços e funcionalismo público.

A carreata teve concentração em frente ao estádio do Pacaembu, na praça Charles Miller, depois os carros seguiram pelas ruas do centro de São Paulo até a Assembleia Legislativa. O Sintrajud foi parte da organização, junto com as entidades sindicais que compõe o Fórum dos Trabalhadores do Setor Público no Estado de São Paulo.

A manifestação encerrou o calendário de lutas convocado por sindicatos, centrais sindicais, movimentos sociais e entidades representativas de trabalhadoras e trabalhadores do setor público, iniciado no dia 23 de janeiro. Foram realizadas carreatas com milhares de carros e bicicletas nas ruas de cidades do país inteiro exigindo o impeachment do presidente da República e vacinação gratuita e imediata para toda a população.

Diálogo com a população

No sábado, 30 de janeiro, o Fórum dos Trabalhadores do Setor Público de São Paulo organizou uma campanha com carros de som que circularam em diversos bairros da capital paulista com mensagens direcionadas à população sobre os ataques aos direitos promovidos por Jair Bolsonaro e o desprezo governamental com relação à pandemia que já resultou em mais de duzentas mil mortes no país. Os carros passaram em bairros como Capão Redondo, Guaianazes, Jabaquara, Brasilândia, Cidade Tiradentes, Campo Limpo, São Mateus e Bom Retiro.

Ouça os spots clicando nos títulos

Spot 1 – custo de vida e serviços públicos

Spot 2 – defesa do auxílio emergencial até o fim da crise sanitária

Spot 3 – quebrar patentes para vacinar toda a população

Spot 4 – dia nacional de lutas contra a ‘reforma’ administrativa e por vacina para todos (Fonasefe)

Spot 5 – Mensagem do pastor Ariovaldo Ramos

Spot 6 – suspender a dívida pública

 

No domingo, 31 de janeiro, também aconteceram carreatas em todo o país e diversas cidades do interior do estado, na Baixada Santista, os manifestantes percorreram as principais ruas de Santos e São Vicente. Em São Paulo, a manifestação, que também teve a participação de bicicletas e motos, saiu do Pacaembu e percorreu as ruas da cidade até a Assembleia Legislativa.

Para Fabiano dos Santos, diretor do Sintrajud e coordenador da Fenajufe, a retomada das manifestações, com respeito aos protocolos de segurança sanitária, são uma forma de demonstrar a indignação quanto à irresponsabilidade no combate à pandemia e demonstrar que os trabalhadores não aceitarão mais a retirada de nenhum direito. “O governo Bolsonaro, ao invés de pensar políticas consequentes de combate à pandemia e vacinação da população, arma sua artilharia contra os servidores na tentativa de aprovar a ‘reforma’ administrativa para acabar com o serviço público”, afirmou Fabiano.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas