Servidores e centrais sindicais realizam atos contra a PEC 32 no Dia da Justiça, 8/12


06/12/2021 - Luciana Araujo
Manifestações estão convocadas pelas 10 centrais sindicais do país, em conjunto com o Fonasefe e campanhas contra a 'reforma'; em SP, ato será na Praça da República às 16h; Sintrajud estará presente também no protesto em Brasília.

Após mais de um ano de luta contra a Proposta de Emenda Constitucional 32/2020, apresentada em setembro do ano passado, as dez centrais sindicais existentes no país, o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Federais (Fonasefe), a Campanha Contra a PEC 32, o Movimento Basta – contra a PEC 32 e centenas de sindicatos convocam para o próximo dia 8 de dezembro (quarta-feira) manifestações em todo o país para barrar o projeto. A data, que marca também o Dia da Justiça, terá protestos que vão denunciar à população os impactos da ‘reforma’ nas vidas das brasileiras e brasileiros, entre eles a redução do atendimento derivada da autorização que a PEC traz para diminuir em até 25% a jornada e os salários dos servidores públicos.

Em São Paulo, o ato terá início às 16 horas na Praça da República, região central da capital. O Sintrajud montará a sua já tradicional tenda de apoio à participação da categoria e outros segmentos de servidores públicos que atuam no Fórum dos Trabalhadores do Setor Público no Estado. Como sempre, serão distribuídos materiais contra a ‘reforma’, máscaras, álcool gel, e orientado o respeito ao distanciamento social. A diretoria do Sindicato convida a categoria a participar do ato.

Esta que já é a 13ª semana de mobilizações na capital federal terá também um ato em Brasília. A concentração terá início às 9 horas, no Espaço do Servidor. Às 14 horas, o protesto será realizado, após uma caminhada, em frente ao Anexo II da Câmara dos Deputados. O Sintrajud estará presente, como em todas as atividades ocorridas nessas treze semanas de luta.

Embora estejam circulando notícias de que os aliados do governo no Congresso Nacional já reconhecem a dificuldade de aprovar a PEC 32, os dirigentes sindicais lembram que o Planalto conseguiu fazer aprovar a PEC 23/2021 (dos Precatórios, apelidada de PEC do Calote) na semana passada. O ministro da Economia, Paulo Guedes, também vem reafirmando em entrevistas que o governo vai tentar assegurar a aprovação da ‘reforma’ administrativa ainda este ano. A própria PEC do Calote recém aprovada vem sendo denunciada como parte do método governista para aprovar sua agenda no Congresso. A emenda constitucional gerada com a PEC 23 abre um crédito de R$ 16 bilhões para as chamadas emendas parlamentares do relator, orçamento secreto que vem sendo denunciado como esquema para compra de votos de parlamentares a projetos impopulares.

Para protestar também contra essa lógica, pilotada na Câmara dos Deputados pelo bolsonarista Arthur Lira (PP-AL), as categorias também vão realizar um protesto em Maceió, cidade natal do presidente da Casa, no sábado (11 de dezembro).

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas