Servidores do TRE vão fazer abaixo-assinado por plano de saúde


15/09/2017 - Helio Batista Barboza

Os servidores do TRE vão fazer um abaixo-assinado para pedir à presidência do Tribunal a contratação de um plano de saúde. Entre os tribunais do Judiciário Federal em São Paulo, o TRE é o único que não oferece plano de saúde aos servidores – eles recebem um auxílio, de apenas R$ 215, para buscar alternativas no mercado por conta própria.

Nos outros tribunais (TRT e TRF-3/JF), os servidores discutem os reajustes das mensalidades e possíveis licitações de novos planos, tendo em vista o término dos contratos atuais no próximo ano.

Em assembleia setorial nesta quinta-feira, 14 (foto acima), os servidores do TRE decidiram também pedir uma audiência com a administração do Tribunal para discutir o assunto. Ficou definido ainda que o Sintrajud deve intensificar o trabalho de base no TRE.

Durante a assembleia, o economista Washington Moura Lima (foto à dir.), assessor do Sintrajud, explicou que o Tribunal poderia dispor de mais verbas para os benefícios sociais dos servidores (como a assistência médica), seja remanejando verbas de outras rubricas, seja pedindo créditos suplementares no orçamento.

O orçamento da Justiça Eleitoral apresentou crescimento de 16,27% nas despesas correntes em relação ao ano passado. Entre as rubricas que compõem essas despesas, porém, o gasto com benefícios sociais aumentou apenas 0,16%.

Segundo Washington, mesmo com a emenda constitucional 95/2016, que “congelou” as despesas primárias do orçamento federal pelos próximos 20 anos, o Judiciário ainda poderia fazer uma gestão de recursos mais benéfica para os servidores. “O que acontece é que o pouco que poderia beneficiar os servidores não está sendo aplicado”, afirmou o economista.

A mesma emenda que “congelou” as despesas primárias estabeleceu que durante os três primeiros anos o Executivo pode transferir 0,25% do seu limite orçamentário para os demais Poderes. Washington explicou que isso representa um aumento expressivo no orçamento do Judiciário, mas que os tribunais estão priorizando outros gastos e não os benefícios dos servidores.

Na próxima terça-feira, 19, diretores do Sintrajud e de sindicatos de outros estados estarão em Brasília para discutir com os tribunais superiores a execução orçamentária do Judiciário Federal e a necessidade de mais verbas para os benefícios. O economista Washington Moura Lima participará dessas discussões.

Repressão

Na audiência que o Sintrajud buscará com a administração do TRE, também será entregue uma resposta do Sindicato ao comunicado divulgado pelo Tribunal nesta semana proibindo a realização de assembleias em sua sede.

Para atender à determinação da presidência do Tribunal, a assembleia desta quinta-feira foi realizada fora do prédio. O Sintrajud já divulgou nota de repúdio ao comunicado.

Em outra demonstração de truculência da administração do TRE e mais uma tentativa de reprimir a organização dos trabalhadores, a assembleia foi novamente cercada por um forte aparato policial (fotos abaixo).

 

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas