SP terá nova carreata dia 1º de fevereiro: por vacina já e em defesa dos serviços públicos


28/01/2021 - Helcio Duarte Filho
Sintrajud convida categoria a participar do dia nacional de mobilizações, que marca a retomada da luta contra a 'reforma' administrativa

A exigência de vacinas contra a covid-19 para todos, gratuitas e pela saúde pública será associada à defesa dos serviços públicos e à rejeição da ‘reforma’ administrativa para salvar vidas na pandemia. 

A nova carreata que está sendo convocada para o dia nacional de mobilizações marcado para 1o de fevereiro de 2021, segunda-feira, também levará às ruas a rejeição ao governo de Jair Bolsonaro, apontado como principal responsável pelo descontrole da pandemia, que já levou à perda de quase 220 mil vidas no Brasil, de acordo com dados oficiais.

A concentração para a carreata está marcada para 10 horas da manhã, no Pacaembu. A fila de carros percorrerá as ruas do centro antes de se dirigir à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), onde haverá um ato público a partir das 14 horas. O Sintrajud participa da organização da mobilização. A data de protesto foi construída a partir de articulações do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) com frentes do funcionalismo nos estados – entre elas a de São Paulo. Ganhou a participação de diversas outras entidades dos movimentos sociais e políticos Centrais sindicais, entre elas a CSP-Conlutas (Central Sindical e Popular) a qual o Sintrajud é filiado, participam da convocação dos atos.

O dia nacional de lutas terá ainda um ato simbólico presencial às 14 horas no Congresso Nacional, em Brasília. Carta com demandas do funcionalismo será entregue aos candidatos às Presidências da Câmara e do Senado, cujos próximos titulares devem ser definidos neste dia pelos parlamentares.

O dia de protesto termina à noite, com um ‘panelaço’ às 20 horas, no qual se exigirá vacina já, gratuita e pelo SUS para todos e todas e se defenderá os serviços públicos.

Veja o conjunto das reivindicações dos protestos em São Paulo, definidos no Fórum dos Trabalhadores do Setor Público no Estado de São Paulo, do qual o Sintrajud participa:

* Vacina para [email protected] em defesa da vida.

* Não a Reforma Administrativa.

* Contra as privatizações e o desemprego.

* Pelo auxílio-emergencial.

* Em defesa dos Serviços Públicos.

*Contra a Proposta de Emenda Constitucional 186/2019 que permite a redução de salários e jornadas de servidores públicos.

* Contra a retirada de direitos dos trabalhadores.

* Contra os ataques aos aposentados, pela revogação do Decreto 65.021/20 do Dória.

O Sintrajud convida a categoria a participar das manifestações. Elas marcam a retomada da luta contra a ‘reforma’ administrativa, que o governo Bolsonaro tenta aprovar e que inclui o fim da estabilidade e a ameaça de redução salarial.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas