“Grito dos Excluídos” em Cubatão denuncia perda de direitos com reformas de Temer

A Frente Sindical Classista, que reúne várias organizações de trabalhadores da Baixada Santista (incluindo a subsede do Sintrajud), convida a população para o Grito dos Excluídos em Cubatão.

A manifestação acontece todos os anos, no dia 7 de setembro, e neste ano tem como lema: “Por direito e democracia a luta é todo dia”.

Segundo a Diocese de Santos, que promove o Grito dos Excluídos, o objetivo é refletir sobre “a perda dos direitos básicos, principalmente dos menos favorecidos da sociedade, que através das várias reformas propostas pelo governo nacional, visam retirar direitos dos trabalhadores para tentar resolver a crise econômica no pais.”

A Diocese aponta, entre as reformas, “a trabalhista; a previdenciária; o congelamento de investimentos por 20 anos na saúde, educação, seguridade e saneamento; sem contar com as terceirizações, que representam um retrocesso nos direitos conquistados no Brasil nos últimos 30 anos”.

Veja a programação:

 

Grito dos Excluídos Diocesano – 2017

Dia: 7 de setembro.

Tema: Vida em Primeiro Lugar

Lema: “Por Direitos e Democracia a Luta é todo dia”

Local:  Praça Portugal – Cubatão.

Cronograma

13h00 – Concentração

13h45 – Acolhida (Thiago Mancha Past. da Cidadania e Fábio Sind. dos Petroleiros)

14h00 – Espiritualidade.  – CEBs

14h30 – Apresentação Cultural – Coletivo Quero, do Instituto Arte no Dique

15h00 – Por Direitos e Democracia – Realidade Nacional – Eneida, Sind. dos Bancários

15h20 – Por Direitos e Democracia – Michel (Assojubs e Sintrajus)

15h40 – Apresentação Cultural – Coletivo Quero, do Instituto arte no Dique

16h00 – Por Direitos e Democracia – Realidade Local – Paloma (Cursan)

16h20 – Por Direitos e Democracia – Fábio, Sind. dos Petroleiros

16h35 – Motivação para a caminhada.

16h40 – Caminhada – Até a Praça Frei Damião.

18h00 – Celebração Ecumênica

18h30 – Encerramento.

image_print