Em atividade aberta, Coletivo de Mulheres debateu gênero, sexualidade e opressões


28/10/2021 - Shuellen Peixoto
Encontro de formação aconteceu no último sábado, 23 de outubro, e contou com a participação de Neon Cunha, ativista da Marcha de Mulheres Negras de São Paulo, e Adriana Stella, da CSP-Conlutas.

As desigualdades sociais motivadas pela condição de gênero e sexualidade na sociedade foram o tema do debate do ciclo de formação sobre o combate ao machismo, que aconteceu no último sábado, 23 de outubro, na plataforma Zoom. A atividade, parte do ciclo de atividades de formação organizado pelo  organizado Coletivo de Mulheres do Sintrajud – Mara Helena dos Reis, teve a participação da publicitária Neon Cunha e da dirigente da CSP-Conlutas Adriana Stella.

Neon é servidora pública na prefeitura de São Bernardo do Campo e ativista da Marcha de Mulheres Negras de São Paulo, e Adriana é servidora da Unicamp e atua na direção da Fasubra (Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos das Universidades Brasileiras). As servidoras Bruna Guimarães, do TRT-2, e Fausta Camilo Fernandes, oficiala aposentada da Justiça Federal e ex-diretora do Sindicato, conduziram o evento.

Esta foi a primeira atividade de formação deste ano que também contou com a participação de homens. As servidoras destacaram a necessidade de auto-organização dos espaços das mulheres, na busca de fortalecimento e garantia de debates tranquilos, mas informaram que decidiram acolher o pedido dos colegas da categoria para participar das ações de formação. “A opressão é estrutural e, por isso, nem sempre conseguimos ou nos sentimos a vontade pra falar, por isso os espaços auto-organizados são necessários e peço aos colegas que sejam solidários, escutem, reflitam e respeitem o que estamos falando para que consigam avançar junto conosco”, afirmou Fausta Camilo Fernandes.

Neon Cunha explicou como a opressão é parte estruturante da sociedade e é reproduzida de forma comum. “Qual foi a vez que você [homem] teve que se preocupar com a roupa que você vestiu, se era curta ou decotada demais? Quantas vezes você se preocupou com a forma que te olham, apenas pela sua existência, no supermercado? Quantas mulheres cresceram sempre alertadas para tomar cuidado para não serem violentadas”, questionou a palestrante.

Mulher ameríndia trans, a ativista fez de seu processo judicial de reconhecimento de gênero um marco na história dos direitos humanos no país ao ter derrubado as exigências de diagnóstico de “disforia” e cirurgia de redesignação sexual para acesso ao direito de retificação de documentos.

“Não podemos confundir privilégio com direitos básicos, como saúde e alimentação, estamos em busca de reconhecimento, representatividade para transformar a sociedade em um lugar de maior equidade”, destacou Neon.

Para Adriana Stella, o debate sobre o combate ao machismo, racismo e LGBTfobia é fundamental para entender como o capitalismo se apropria das opressões para aumentar a exploração, garantindo mais lucros, e criar divisões na classe trabalhadora. “Fica nítido o quanto o capitalismo usa as opressões quando vemos que ainda são mantidos salários mais baixos e condições mais precárias para mulheres e negros e negras, por exemplo”, afirmou Adriana. “É preciso avançar na luta contra o capitalismo, unindo a classe trabalhadora para acabar com todas as formas de opressão”, finalizou a sindicalista.

Próximas atividades

Dando continuidade ao ciclo de formação, o próximo curso do Coletivo de Mulheres acontecerá no dia 27 de novembro, com o tema “O que são violências de gênero e quais as suas origens”, para marcar os 21 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres, período entre o dia 20 de novembro e 10 de dezembro, impulsionado pela ONU para erradicar esse tipo de violação. 

Este curso de formação também será aberto para participação de mulheres e homens da categoria, funcionários do Sindicato e convidados de outras categorias, com o objetivo de avançar no debate. Marca na sua agenda e participe!

Confira abaixo o vídeo com as falas das palestrantes:

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas