Contra a intransigência do TRT, oficiais aprovam retomada da greve


18/08/2017 - Shuellen Peixoto

Os oficiais de justiça do TRT-2 aprovaram a retomada da greve contra o Ato GP/CR nº 05/2017, que prevê a retirada de oficiais das centrais de mandados para alocá-los nas varas. A retomada do movimento paredista foi aprovada na assembleia que aconteceu na tarde desta sexta-feira, 18, no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa.

Durante a assembleia, foi destacada a intransigência da Administração, que tem se recusado inclusive a receber os representantes dos servidores. As propostas de negociação apresentadas não foram respondidas, e nem foi apreciado o pedido de reconsideração contra a decisão que negou a revogação ou mesmo a suspensão do ato, com abertura de negociação para a busca de uma solução ao impasse.

Sem negociação nem diálogo com a categoria, o TRT-2 publicou notícia, no início da noite desta quinta-feira, 17, informando que pretende iniciar a lotação de um oficial de justiça por vara de trabalho a partir da próxima semana. Segundo o comunicado, apenas 30 servidores optaram pela lotação em vara. Para preenchimento das vagas restantes, o Tribunal diz que usará “o critério de antiguidade, removendo-se os mais novos, em ordem crescente, até o preenchimento de todos os postos”.

Na opinião da oficiala de justiça Cláudia Morais, diretora do Sintrajud, a Administração trata com desrespeito os servidores do Tribunal, propondo uma medida que resultará em desvio de função, sobrecarga e possíveis riscos funcionais e remuneratórios. “Este ato não pode ser aceito e, já que a Administração não quer nos ouvir, a única maneira de enfrentar e sermos ouvidos é fazendo uma greve forte que envolva todos os colegas”, afirmou.

“Nossa primeira greve [em julho] foi importante pela publicidade que ela teve, mas nós ainda estávamos meio perdidos, sem saber do que se tratava, fomos pegos de surpresa. Agora nós sabemos!”, declarou Igor Damasceno de Lima, oficial de justiça do TRT. “Essa é a greve mais importante das vidas de todos nós oficiais de justiça”, destacou referindo-se à defesa da carreira e a própria sobrevivência do cargo.

Ainda não houve remoção de oficiais para as varas, apesar de ter circulado a informação de que isso poderia ocorrer a partir de hoje, 18. No entanto, como o Tribunal anunciou que pretende iniciar as remoções na próxima semana, assembleias diárias serão realizadas nos plantões da central de mandados da capital para construir a greve frente à possibilidade de serem publicados atos de remoção. O primeiro plantão e assembleia serão nesta segunda-feira, 21, às 13h, com continuidade nos dias seguintes.

O Sintrajud orienta que os oficiais de justiça participem e acompanhem as assembleias e discussões sobre os passos do movimento. Além disso, é importante manter contato com os demais colegas e atenção às informações divulgadas nos meios de comunicação da categoria.

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DO SINTRAJUD/SP – DIA 23/08/2017

O SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL NO ESTADO DE SÃO PAULO– SINTRAJUD/SP, em conformidade com o Estatuto Social da Entidade (artigo 38), faz saber que realizará ASSEMBLEIA GERAL, no próximo dia 23 de agosto de 2017, a ser instalada às 13h, em 1ª convocação com a presença de pelo menos metade mais um dos associados quites com a tesouraria e, em 2ª convocação, trinta minutos após, em qualquer número, no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, situado na Avenida Marquês de São Vicente, nº 235 – Barra Funda, São Paulo – SP, 01139-001 

PAUTA:

  1. INFORMES;
  2. AVALIAÇÃO DA PARALISAÇÃO CONTRA O ATO GP/CR Nº 05/2017, DE LAVRA DA PRESIDÊNCIA E CORREGEDORIA DO TRT DA 2ª REGIÃO, PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL NO DIA 14 DE JULHO DE 2017;
  3. OUTROS ASSUNTOS DE INTERESSE DA CATEGORIA.

São Paulo, 21 de agosto de 2017

 

Tarcísio Ferreira

Coordenador Geral do SINTRAJUD/SP

 

Henrique Sales Costa

Coordenador Executivo do SINTRAJUD/SP

 

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas