CSP Conlutas Sintrajud Fenajufe
SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL NO ESTADO DE SÃO PAULO
24/fev/2017

Auditores do trabalho lembram a Chacina de Unaí e exigem justiça

Sintrajud participou de ato público em Santos que protestou contra a impunidade dos criminosos

Auditores fiscais do trabalho de Santos fizeram um ato público na manhã desta segunda-feira (30) para exigir justiça no caso da Chacina de Unaí, que completou 13 anos no último sábado, dia nacional dos auditores-fiscais do trabalho.

O Sintrajud participou da manifestação, organizada pelo Sindicato dos Auditores Fiscais do Trabalho da Delegacia Sindical de Santos, em frente à Gerência Regional do Trabalho e Emprego. Outras categorias de trabalhadores também estiveram representadas no ato.

Em 28 de janeiro de 2004, quatro servidores do Ministério do Trabalho e Emprego foram assassinados em Unaí (MG), durante uma fiscalização de rotina em fazendas da região.

A investigação apontou nove pessoas envolvidas no crime, entre mandantes, intermediários e executores. Três pessoas cumprem pena em Minas Gerais; um dos condenados já faleceu e outro foi beneficiado pela prescrição do crime.

Em 2015, os mandantes e intermediários também foram condenados a penas de quase 100 anos de reclusão, mas permanecem livres por serem réus primários e terem o direito de recorrer da sentença em liberdade.

No ato público desta segunda-feira em Santos, os manifestantes pediram que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região faça cumprir a sentença do tribunal do júri. O Sindicato dos Auditores Fiscais do Trabalho alerta que a impunidade desse caso ameaça a defesa dos direitos dos trabalhadores.

 

Compartilhar: