TRT vai nomear 50 novos servidores no dia 17 de maio

O TRT vai nomear, no dia 17 de maio, 50 servidores aprovados no último concurso do Tribunal. A informação foi transmitida pelo presidente do TRT, desembargador Wilson Fernandes, em reunião (foto abaixo) com diretores do Sintrajud e representantes dos servidores nesta sexta-feira, 5.

Ele disse ainda que o CSJT pode liberar a nomeação de cerca de 400 servidores para todos os tribunais regionais do país no segundo semestre, dos quais a maior parte deve vir para a 2ª Região.  “Devemos ficar com uma fatia maior, mas menos do que precisamos”, afirmou.

Os novos servidores vão preencher as vagas abertas pelos que saíram, cuja substituição não traz nova despesa ao Tribunal. Ao mesmo tempo, as nomeações devem amenizar o déficit de servidores provocado pelas aposentadorias, cuja quantidade aumentou desde que se iniciaram as discussões sobre a reforma da Previdência do governo Temer.

Segundo o desembargador, as aposentadorias no TRT passaram de um ritmo de 1 a 2 pedidos por dia para 2 a 3 pedidos. A quantidade pode aumentar ainda mais se as novas regras da Previdência forem aprovadas, apontou o presidente

Os servidores manifestaram preocupação com a demora que está havendo no processamento dos pedidos de aposentadoria. O Tribunal tem levado cerca de 60 dias entre o pedido e a concessão do benefício. O presidente prometeu averiguar o problema e disse que o próprio aumento do número de pedidos pode ser um dos motivos para a demora.

O servidor Marcelo Soares (JT Jandira), que faz parte da comissão de aprovados no último concurso, indagou do presidente sobre os critérios para a conversão dos cargos no Tribunal, já que o TRT acaba de converter 14 cargos de oficiais de justiça em cargos de analista judiciário. A conversão acabou frustrando a expectativa de oficiais aprovados no concurso e que ainda não foram nomeados. O presidente garantiu que a medida é pontual e que não representa uma tendência.