TRT-2: Assembleia nesta 5ª avaliará luta em defesa da vida


07/10/2020 - Shuellen Peixoto
Direção do Sindicato visitou prédios e acompanha evolução do quadro; todas as demandas e denúncias que a categoria tiver podem ser formalizadas ao Sindicato sob o compromisso do sigilo.

As condições de trabalho na primeira semana de retomada gradual no TRT-2, a avaliação e próximos passos da greve sanitária em defesa da vida serão discutidos na assembleia setorial que acontece nesta quinta-feira, 8 de outubro, às 18h, por meio da plataforma Zoom.

Inscreva-se antecipadamente ou participe da assembleia clicando aqui.

Sem diálogo com os servidores, a retomada gradual das atividades presenciais foi iniciada nesta segunda-feira, 5. A diretoria do Sintrajud percorreu na capital os prédios do Fórum Ruy Barbosa, Millenium (unidade administrativa 1) e os fóruns trabalhistas de Cubatão e São Vicente,  na Baixada Santista. Em todos os locais foi constatado que ainda há muitas adaptações que não foram feitas e são necessárias para atender às normas de segurança sanitária propostas pela própria administração para reabertura.

“A maioria das salas de audiência são pequenas, sem ventilação e apertadas, ambientes que não garantem qualquer segurança sanitária”, afirmou o diretor Tarcisio Ferreira, que esteve no Fórum Ruy Barbosa e no Edifício Millenium. “Nós estivemos nestes prédios e vamos continuar acompanhando de perto as adaptações e apelando para que a Administração reconsidere na determinação de reabertura”, disse o dirigente.

A diretoria do Sintrajud já questionou à administração a reabertura dos fóruns, que representa risco para a saúde dos servidores. O Sindicato também solicitou documentos e laudos técnicos sobre segurança sanitária dos prédios da justiça trabalhista e, até o fechamento desta matéria, ainda não havia resposta do Tribunal. “A administração não nos esclareceu quais as atividades são inadiáveis e que justificam este retorno com altas taxas de contaminação e a pandemia em curso”, constatou Tarcisio.

Em defesa da vida e para evitar a exposição ao coronavírus, a categoria aprovou a realização da greve sanitária. A diretoria do Sintrajud reforça que todos os servidores comuniquem às chefias da adesão ao movimento, destacando que as atividades remotas estão mantidas. “Nossos trabalhos continuam e continuarão sendo feitos de casa, via teletrabalho, assim como foi feito nesses quase sete meses”, ressaltou Ismael Souza, servidor do TRT e diretor do Sindicato.

Os servidores  podem procurar o Sindicato em caso de dúvidas ou para denúncias de qualquer eventual situação, a diretoria está acompanhando de perto as adaptações na garantia da segurança e saúde da categoria. Uma audiência para debater o tema com o novo presidente do TRT-2, desembargador Luiz Moreira Vidigal, já foi solicitada.

A assembleia setorial será o momento de pensar os próximos passos da mobilização em defesa da vida e contra a retomada das atividades presenciais. Participe.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas