TRE tira catracas do refeitório após insistência dos servidores

Os servidores do TRE conquistaram importante vitória na semana passada com a retirada das catracas que controlavam o acesso ao refeitório da sede do Tribunal. A medida atende a uma reivindicação que há dois anos a categoria vinha apresentando à administração.

O assunto foi novamente colocado em pauta na reunião entre diretores do Sintrajud e o novo presidente do TRE, desembargador Waldir de Nuevo Campos Júnior, na sexta-feira, 28 de fevereiro. Já na terça-feira, a Coordenadoria de Comunicação Social informou que as catracas seriam retiradas, “para estimular os servidores a fazerem suas refeições no local”.

Segundo o comunicado da administração, a medida também possibilita “fazer a coleta do lixo de forma adequada”.

O Sindicato e os servidores sempre apontaram que as catracas impunham um controle inexistente nos demais locais de trabalho do Judiciário Federal no estado e que causavam constrangimento.

“Foram gastos recursos do Tribunal para reformar o refeitório, mas o local não era utilizado pelos servidores”, afirma o diretor do Sintrajud e servidor do TRE Maurício Rezzani. Muitas pessoas acabavam fazendo suas refeições na própria mesa de trabalho.

No ano passado, frequentemente também era visto um segurança postado ao lado das catracas.

O motivo alegado para a instalação dos equipamentos era a necessidade de registrar o tempo de permanência dos servidores no refeitório, gerando constrangimentos.

Na última quarta-feira, 4, após assembleia setorial, os servidores fizeram questão de registrar em fotos a reconquista do livre acesso ao espaço.

Foto: Joca Duarte