Sintrajud pede informações sobre cargos vagos nos tribunais

O Sintrajud apresentou requerimentos ao TRF, à JF, ao TRT-2 e ao TRE pedindo informações sobre o número de cargos vagos e previsão de quando e quantos cargos serão providos.

Os requerimentos citam a “evidente defasagem do atual quadro de servidores”, apontando que “há um descompasso entre o número de servidores efetivos em relação à sua carga de trabalho”.

O Sindicato pede ainda que sejam empreendidos esforços, por parte das administrações, “para que todos os cargos sejam imediatamente preenchidos e para que sejam criados novos cargos, por se tratar de questão de Justiça”.

Remoções compulsórias

A JF e o TRF têm procurado amenizar a falta de pessoal por meio de remoções compulsórias, que prejudicam os servidores e são combatidas pelo Sintrajud. O Sindicato defende a criação de novos cargos e o preenchimento daqueles que estão vagos como as melhores soluções para aprimorar a prestação de serviço à sociedade e reduzir a sobrecarga a que estão submetidos os trabalhadores. O assunto já foi tratado em reuniões entre a diretoria do Sintrajud e a Diretoria do Foro da JF.

Na Justiça Eleitoral, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, assinou em setembro do ano passado portaria que suspende nomeações até 2019 e abre a possibilidade de congelar o quadro até 2036. O Sintrajud já manifestou a intenção de discutir a questão do quadro funcional com o novo presidente do TRE, desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin.

Na Justiça do Trabalho da 2ª Região o tema também já foi pauta das reuniões mensais com o presidente do Tribunal, desembargador Wilson Fernandes, e voltará a ser discutido na primeira reunião deste ano, marcada para o dia 2 de fevereiro.