Sindicatos da Baixada protestam em frente à casa de Beto Mansur neste sábado

A Frente Sindical Classista e o Fórum em Defesa da Previdência da Baixada Santista realizam na manhã deste sábado (17 de fevereiro) um ato em frente à residência do deputado federal Beto Mansur (PRB). O vice-líder do governo Temer na Câmara dos Deputados e ex-prefeito de Santos vem atuando como um dos principais articuladores da tentativa de fazer votar ainda neste mês a reforma da Previdência. O protesto terá início às 11 horas, na Av. Bartolomeu de Gusmão 79 – bairro Aparecida, com marchinhas e esquetes.

Por isso, as articulações de entidades sindicais representativas de servidores públicos federais, estaduais e municipais e trabalhadores da iniciativa privada da região, convocam duas manifestações nesta semana decisiva para derrotar a Proposta de Emenda Constitucional 287-A, cuja votação o governo e seus aliados no Congresso querem iniciar no próximo dia 19.

Os atos denunciam a farsa da proposta de Reforma da Previdência, que representa uma tentativa de roubo do direito de aposentadoria dos trabalhadores, com a elevação das idades mínimas para 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres, além de outros retrocessos.

No ato, as entidades também vão lembrar as várias denúncias e processos envolvendo o deputado – que já foi apontado como sonegador de impostos e explorador de mão de obra em regime análogo à escravidão. Mansur também votou favoravelmente à reforma trabalhista à Lei que tornou a terceirização irrestrita.

Ato na Praça Independência

Na segunda-feira, 19, outro ato acontece a partir das 18h na Praça Independência, no bairro do Gonzaga, também na cidade de Santos. O protesto é parte das ações do Dia Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência na Baixada Santista. Serão denunciados o uso dos meios de comunicação para difusão de mentiras sobre um suposto déficit nas contas da Previdência, e expostos banners e faixas com fotos dos deputados da região que ameaçam votar contra os trabalhadores de todo o país.