Sindicato convoca força total na pressão contra a PEC 32 sobre os deputados nesta quarta e quinta-feiras


21/09/2021 - Helcio Duarte Filho
Concentração para o ato em Brasília amanhã terá início às 14 horas, em frente ao anexo II da Câmara dos Deputados; Sintrajud mantém delegação na capital federal e convoca mobilização digital.

Ato em frente à Câmara (crédito: Valcir Araújo).

A luta em defesa dos serviços públicos e contra a PEC32 em Brasília, nesta terça-feira (21), começou nas primeiras horas da manhã — com um agitado ato no desembarque do Aeroporto Juscelino Kubitschek, no qual os servidores e servidoras avisavam em coro aos parlamentares que chegavam: “Se votar, não volta”. E terminou com a continuidade da mobilização na Câmara dos Deputados, onde outra vez predominou o sentimento de que, por mais que seja difícil e se enfrente poderosos interesses privados, é possível sim barrar a ‘reforma’ com a qual o presidente Jair Bolsonaro tenta impor aos serviços públicos o seu contestado, e internacionalmente ridicularizado nesta terça, modelo de gestão.

“A avaliação é que a gente está ganhando tempo e se não for à votação esta semana, na semana que vem precisamos reforçar e ter mais gente ainda em Brasília. O governo está com muita dificuldade e a gente tem que aproveitar esse momento”, relata Luciana Carneiro, diretora do Sintrajud — que voltou a levar uma delegação de servidoras e servidores à capital federal.

Não houve sessão da Comissão Especial que analisa o mérito da Proposta de Emenda Constitucional 32/2020, como estava convocada para iniciar a votação da matéria. O relator, Arthur Maia (DEM-BA), também não conseguiu apresentar a terceira versão do seu parecer – como havia anunciado que faria. Numa coletiva à imprensa, da qual servidores também participaram, deputados da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público – e de outras bancadas também – afirmavam que o governo não tem os 308 votos que precisa no Plenário da Câmara. Caso tivesse, afirmaram, já teria votado a proposta. Nova sessão na Comissão Especial está marcada para às 15h30 desta quarta-feira, 22 de setembro de 2021 – outra vez com a previsão de início da votação da ‘reforma’.

Às 14 horas, os servidores e servidoras voltam a realizar um ato em frente ao Anexo II da Câmara.

O líder do governo na Casa, Ricardo Barros, que no início da tramitação chegou a dizer que servidor não trabalhava, parece estar ocupado demais tentando convencer que não fez parte de um esquema bilionário de fraude na compra de vacinas. Já o deputado Arthur Lira (PP-AL) revela cada vez mais empenho em defesa da PEC de Bolsonaro. Agora, o presidente da Câmara ameaça levar a proposta direto para votação em Plenário.

Na coletiva dos parlamentares da Oposição – transmitida ao vivo pelo Sintrajud -, muitos ressaltaram a importância da mobilização dos servidores em Brasília, nos estados e nas redes sociais. Também houve reiteradas referências ao papelão do presidente da República em Nova Iorque. Bolsonaro foi barrado em restaurantes por não ter se vacinado e fez um discurso na Organização das Nações Unidas (ONU) no qual voltou a defender o negacionismo e a atacar medidas como a vacinação, assegurada no Brasil pela saúde pública (SUS).

O que tanto deputados quanto servidores estavam a dizer é que é impossível dissociar a ‘reforma’ administrativa deste discurso e desse modo de governar. Quem votar na PEC 32 estará, quer admita ou não, votando numa proposta negacionista para os serviços públicos no Brasil. “O dia de hoje foi de muita luta e combate, estamos fazendo muitos pontos e isso precisa continuar”, resume a servidora Luciana Carneiro, convocando a todo mundo que defende os serviços públicos – servidores, estudantes, movimentos sociais – a ajudar nessa mobilização, consciente de que há ainda muito por fazer para que se possa, de fato, comemorar.

A diretoria do Sintrajud convoca mais uma vez a categoria a enviar e-mails aos deputados (clique aqui), manifestar-se nas redes sociais dos parlamentares (links abaixo) e compartilhar os materiais distribuídos pelo Sindicato e as campanhas contra a ‘reforma’ para familiares e amigos. Quanto mais a informação verídica chegar à população sobre as ameaças a todos os brasileiros e brasileiras que a PEC representa, mais difícil se tornará para os deputados se comprometerem com esta proposta.

Redes sociais dos deputados paulistas que integram a comissão especial e já se manifestaram favoravelmente ou em dúvida sobre a PEC 32:

Alex Manente (Cidadania/SP)
Facebook: https://www.facebook.com/alexmanente/
Twitter: https://twitter.com/alexmanente23
Instagram: https://www.instagram.com/alexmanente/

Capitão Augusto (PR/SP)
Facebook: https://pt-br.facebook.com/capitaoaugustooficial/
Twitter: https://twitter.com/deputadocapitao
Instagram: https://www.instagram.com/deputadocapitaoaugusto/

Coronel Tadeu (PSL/SP)
Facebook: https://www.facebook.com/coroneltadeu/
Twitter: https://twitter.com/coroneltadeu
Instagram: https://www.instagram.com/coroneltadeu/?hl=pt-br

Geninho Zuliani (DEM/SP)
Facebook: https://www.facebook.com/geninhozuliani
Twitter: https://twitter.com/geninhozuliani
Instagram: https://www.instagram.com/geninhozuliani/

Kim Kataguiri (DEM/SP)
Facebook: https://www.facebook.com/kataguiri.kim/
Twitter: https://twitter.com/kimpkat
Instagram: https://www.instagram.com/kimkataguiri/?hl=pt-br

Luiz Philippe Orleans e Bragança (PSL/SP)
Facebook: https://www.facebook.com/luizphilippebr/
Twitter: https://twitter.com/lpbragancabr
Instagram: https://www.instagram.com/lpbragancabr/

Samuel Moreira (PSDB/SP)
Facebook: https://www.facebook.com/DeputadoSamuelMoreira?fref=ts
Twitter: https://twitter.com/samuelmoreira
Instagram: https://www.instagram.com/depsamuelmoreira

 

Assista ao informe dos diretores do Sindicato e momentos do ato no Aeroporto JK:

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas