Servidores aprovam participação na greve geral do dia 5 de dezembro


28/11/2017 - Shuellen Peixoto

Foto: Claudio Cammarota

Servidores do Judiciário Federal de São Paulo aprovaram greve de 24 horas no dia 5 de dezembro contra a Reforma da Previdência. A deliberação foi aprovada na assembleia geral que aconteceu na tarde desta terça-feira, 28, em frente ao Fórum Pedro Lessa.

A greve geral, convocada pelas centrais sindicais, acontece na véspera do dia já ventilado pelo governo como possível data de votação da PEC 287 no Plenário da Câmara dos Deputados. A proposta de emenda constitucional elimina uma série de direitos previdenciários dos trabalhadores, sob o argumento de combater um suposto e contestado déficit financeiro no sistema.

Além da luta em defesa da aposentadoria, os servidores estarão protestando contra o aumento da contribuição previdenciária (MP 805), o projeto que facilita a demissão de servidores (PLS 116/17) e contra a reforma trabalhista e MP 808, que retira direitos dos trabalhadores e esvazia a JT. “Nos primeiros dias de vigência da reforma Trabalhista, o número de ações na JT já diminuiu quase 90%, o objetivo é acabar com a Justiça Trabalhista no Brasil”, afirmou Inês Leal, servidora do TRT e diretora do Sintrajud. “Temos que unir força na greve geral do dia 5 e fazer um movimento de resistência para impedir que esta reforma seja aplicada”, declarou a servidora.

Também na tarde desta terça-feira, aconteceu uma reunião da plenária do setor de transporte de São Paulo, que reúne representantes dos metroviários, ferroviários e condutores do Estado, e foi aprovado o indicativo de participação das categorias no dia de greve geral em defesa da aposentadoria.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas