Problemas na refrigeração do Fórum de Barueri são tema de reunião com presidente do TRT

Foto: Gero Rodrigues

Uma representação de servidores da JT/Barueri e diretores do Sintrajud estiveram reunidos com a presidente do TRT-2, desembargadora Rilma Aparecida Heméterio, nesta segunda-feira (28 de janeiro), para discutir as condições de trabalho no Fórum de Barueri. Os servidores pedem a solução imediata dos problemas no sistema de refrigeração do prédio, que parou de funcionar em julho de 2016.

Os trabalhadores expuseram a situação no fórum, agravada pelos recordes de temperatura neste verão, que tornam inviável o exercício profissional no prédio. “Este é o quarto verão sem ar condicionado e não há ainda nenhuma solução concreta, a situação chegou no limite e tornaram-se constantes os casos de pessoas passando mal no prédio”, afirmou Fabiano dos Santos, diretor do Sintrajud e servidor do TRT.

A desembargadora esclareceu que já estava ciente da situação e, ainda no final do ano passado, solicitou laudo que comprove a causa dos problemas no sistema de refrigeração. A avaliação foi realizada por uma empresa contratada pela dona do edifício e constatou que o problema é na estrutura do prédio, desta forma, as obras serão responsabilidade dos proprietários.

A presidente afirmou ainda que, apesar das negociações em andamento, ainda não há prazo pré-estabelecido para conclusão das obras. “Estamos tentando solucionar da forma mais razoável possível, mas não posso garantir que o problema será resolvido antes do fim do verão”, destacou a desembargadora.

A solução encontrada por enquanto foi a instalação de aparelhos de ar-condicionado portáteis nas varas, no entanto, o relato dos servidores é que os equipamentos não refrigeram o suficiente o espaço e os problemas continuam. “Estamos alertando porque o número de atendimentos de pessoas que passaram mal pelo calor é recorde e está semana será de grande calor [previsão de até 36º]”, afirmou Henrique Sales, servidor do TRT e diretor do Sintrajud.

Nesta terça-feira, 29, os servidores farão um ato em frente ao Fórum Trabalhista de Barueri, com distribuição de sorvete, para pressionar no sentido de que haja uma solução imediata que garanta condições de trabalho no prédio. A manifestação terá início às 14 horas e, logo depois, os servidores realizam mais uma assembleia para discutir os próximos passos da mobilização.

Na quarta-feira, 30, às 15 horas, acontecerá uma nova reunião entre os servidores, a presidente do Tribunal e a diretoria geral, para avançar na busca de soluções.

image_print