Participação da categoria na pesquisa Sintrajud 2018 é exemplar

As duas primeiras semanas do trabalho de campo da pesquisa “Perfil dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Estado de São Paulo” foram muito positivas. O questionário foi distribuído em quase todos os prédios localizados na capital, desde o dia 10 de abril. A partir do dia 2 de maio serão visitados locais de trabalho fora da capital (ver box abaixo).

“A categoria tem recebido muito bem a possibilidade de ter a chance de opinar sobre quais são as principais demandas que o Sindicato deve responder e manifestar sua opinião sobre a realidade política nacional. O retorno dos questionários, em termos numéricos, também foi bastante positivo nestes primeiros dias, avalia Aruska Almeida, coordenadora da equipe de campo do estudo e pesquisadora da Huno Consultoria e Treinamentos – empresa contratada pelo Sindicato para realizar a pesquisa.

Confira as cidades onde os entrevistadores visitarão fóruns da Justiça do Trabalho da 2ª Região e Justiça Federal:

  • Araçatuba
  • Bauru
  • Campinas
  • Guarulhos (JF e JT)
  • Marília
  • Osasco (JF e JT)
  • Presidente Prudente
  • Ribeirão Preto
  • Santo André (JF e JT)
  • Santos (JF e JT)
  • São Bernardo do Campo (JF e JT)
  • São José do Rio Preto
  • São José dos Campos
  • Sorocaba

Um sindicato cada vez melhor depende de você

O objetivo da diretoria ao realizar esta nova pesquisa é aproximar cada vez mais o Sintrajud e a categoria, aprimorando o funcionamento da entidade.

O último estudo similar havia sido realizado em 2011. Mas a direção que assumiu a gestão em julho do ano passado considera a pesquisa um ponto de apoio fundamental para “medir” a proximidade entre o Sindicato e os trabalhadores, e pretende inclusive lançar mão deste instrumento mais vezes.

A pesquisa traz questões sobre a composição social da categoria (para auxiliar na tomada de decisões sobre convênios e projetos socioculturais a serem oferecidos). Também constam do questionário perguntas de avaliação dos servidores sobre o cenário político do país e do Judiciário Federal no Estado, o local de trabalho e o próprio Sindicato. Com estas o objetivo é adequar a cobertura jornalística e iniciativas de mobilização à opinião da maioria dos trabalhadores.

Além disso, é pedida ainda avaliação sobre o atendimento presencial, telefônico e por internet/redes sociais oferecido pelo Sintrajud. Com este panorama, a direção do Sindicato pretende identificar as principais necessidades de aprimoramento da relação com os servidores em geral e associados em particular.

Realização

Para facilitar a participação de todos os servidores do Judiciário Federal no Estado foi disponibilizada, além dos questionários impressos distribuídos nos locais de trabalho, a possibilidade de responder à pesquisa por meio de uma plataforma online (acesse aqui).

Com o objetivo de evitar duplicidade de respostas por uma mesma pessoa ou fraudes à pesquisa, cada questionário impresso ou virtual terá um código alfanumérico. Ressaltamos que cada código só é válido para um questionário, mas serve somente para validação do acesso ao programa, não identificando quem responde à pesquisa.
Se você respondeu digitalmente, não responda em papel e vice-versa.

O código está informado na capa do questionário impresso que recebeu (ao lado do campo “Questionário nº”) ou  enviado a você por e-mail. Se recebeu a pesquisa em papel e prefere responde-la na plataforma online basta informar o código no campo de acesso no site.

Entrevistadoras e entrevistadores identificados estão percorrendo os locais de trabalho com base numa amostra representativa de todos os trabalhadores da ativa de todos os ramos do Judiciário Federal e regiões do Estado. Servidores não sindicalizados também podem responder.

Não recebi o questionário, mas quero participar

Servidores em licença, férias, que atuam em regime de teletrabalho e oficiais de justiça (que não permanecem em seus locais de trabalho todos os dias) podem solicitar o código de validação para responder à pesquisa online. Aqueles que estavam ausentes quando a equipe passou em sua unidade também podem responder digitalmente. Se eventualmente no seu local de trabalho os entrevistadores não passaram, também é possível participar da pesquisa usando o questionário digital. Em todos esses casos, basta enviar mensagem ao e-mail <[email protected]>.

Os trabalhadores do Judiciário Federal lotados nos cartórios eleitorais e fóruns da Justiça do Trabalho da 2ª Região ou da Justiça Federal na Grande São Paulo e interior também devem responder somente por meio da plataforma digital (https://www.sintrajud.org.br/pesquisa2018/).

Além da capital, Grande São Paulo e Baixada, também haverá visitas da equipe da pesquisa nas cidades do interior listadas no box acima. Em razão dos custos e tempo de viagem, foram selecionadas as cidades pólo a serem percorridas pela equipe da pesquisa, a fim de assegurar a representatividade da amostra estatística e regional da pesquisa. Mas todo servidor do Judiciário no Estado que quiser, sindicalizado ou não, está chamado a responder ao questionário online. E a direção do Sindicato ressalta a importância da mais ampla participação para que a diversidade de opiniões na categoria também seja conhecida – este foi um dos objetivos de disponibilizar o questionário eletrônico.

image_print