CSP Conlutas Sintrajud Fenajufe
SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL NO ESTADO DE SÃO PAULO
06/ago/2018

“O estado está sendo desmontado”, alerta Démerson Dias no debate sobre Carreira

Unidade permitiu vitórias contra o neoliberalismo no passado, lembrou servidor

Hélcio Duarte Filho

Foto: Valcir Araújo

“Em 30 e poucos anos de militância, essa vai ser a minha pior intervenção em relação à carreira, nunca tivemos um período tão nefasto”, disse o servidor Démerson Dias (foto), no início da sua fala na mesa que debateu o tema, no início do terceiro dia da XXII Plenária da Fenajufe. Servidor da Justiça Eleitoral em São Paulo, Démerson participa dos debates, das lutas e da elaboração, desde a década de 1990,  das questões relacionadas à carreira da categoria.

“Organizar carreira dentro do Estado significa valorizar o servidor público, e nenhum governo teve interesse em fazer isso”, disse em seguida, dando a dimensão da importância dessa luta e da necessidade de enfrentar a Emenda Constitucional 95 que, segundo ele, levará ao desmonte dos serviços públicos e das áreas sociais caso não seja revertida.

“O Estado está sendo desmontado, a Emenda Constitucional 95 estabelece que o estado social vai ser desconstruído e isso implica inclusive na extinção da Justiça do Trabalho, extinção da Justiça Eleitoral”, alertou. Ao concluir sua fala inicial, após um rico debate com participação do plenário, disse que quando a categoria esteve unida conseguiu enfrentar o avanço das políticas neoliberais no Judiciário e MPU.

“Nós vencemos a segunda onda do neoliberalismo nesse país. E por que nós vencemos? Porque nós colocamos as nossas diferenças de lado e fomos como categoria única fazer debates”, afirmou. “No primeiro momento nós não conseguimos debater carreira e saímos com o PCS. Mas nós devíamos ter feito isso depois. Nós não conseguimos por causa das nossas diferenças, e se a gente permanecer com essas diferenças, o nosso futuro está dado”, disse.

Compartilhar: