“Fora Bolsonaro e Mourão” volta às ruas neste sábado em mais de 300 cidades do Brasil e do exterior


22/07/2021 - Hélio Batista Barboza
Sintrajud participa da manifestação na Paulista a partir das 15 horas; funcionalismo levará a pauta da rejeição à PEC 32

Manifestação na Avenida Paulista em 3 de julho (Foto: Manuel Messina)

A população volta às ruas neste sábado, 24 de julho, para mais uma jornada de protestos pelo “Fora Bolsonaro e Mourão”, por mais rapidez na vacinação e por um auxílio emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia. Os protestos também devem fazer a defesa dos serviços públicos, repudiar as privatizações e denunciar o genocídio dos povos indígenas, além da violência contra a população negra, as mulheres e os grupos LGBTQIA+.

Os servidores públicos vão exigir ainda a rejeição da “reforma” administrativa (PEC 32/2020), que ameaça não apenas os serviços públicos e os direitos do funcionalismo como também garantias constitucionais de toda a população.

De acordo com levantamento das entidades e movimentos que organizam as manifestações, até a noite da quarta-feira, 21 de julho, quase 300 atos haviam sido marcados em todo o país e no exterior.

Apesar dos números ainda elevados da pandemia de covid-19, a expectativa é repetir ou ampliar o engajamento obtido nos atos de 29 de maio, 19 de junho e 3 de julho, com a participação de todas as centrais sindicais e de muitos sindicatos, além de movimentos estudantis, organizações feministas, ambientalistas e de luta pelos direitos da população indígena e da população LGBTQIA+.

Tenda do Sintrajud

Em São Paulo, a concentração começa às 15 horas em frente ao Masp. Como nas manifestações anteriores, o Sintrajud estará com uma tenda em frente ao Fórum Pedro Lessa (Avenida Paulista, 1682).

Além de panfletos, cartazes, faixas, balões e adesivos, a tenda terá material de higienização. Diretores do Sindicato vão esclarecer a população sobre o que está em jogo com a PEC 32, além de conversar sobre a mobilização da categoria com os servidores que comparecerem ao protesto.

Na Baixada Santista, a concentração está marcada para as 16 horas, na Praça da Independência, em Santos. A subsede do Sintrajud na região participa do ato, juntamente com as entidades que integram a Frente Sindical Classista e outras organizações e movimentos.

Regras de segurança

As manifestações acontecem em locais abertos e respeitando as regras de segurança sanitária: uso de máscara PFF2 ou N95, conferindo sempre se estão bem ajustadas no rosto e sem vazamentos de ar; distanciamento entre manifestantes; evitar contato físico e compartilhamento de qualquer objeto pessoal, água e alimentos; e uso frequente de álcool gel.

Quem tiver qualquer sintoma de covid-19 ou teste positivo, ou ainda quem teve contato com pessoas com sintomas ou teste positivo, não deve participar do ato. Os sintomas são: tosse, febre, cansaço, dor de cabeça, coriza ou congestão nasal, dor de garganta, perda de olfato ou paladar, falta de ar ou diarreia.

 

Texto atualizado em 23/07/2021, às 12h50, para acrescentar horário e local da concentração na Baixada Santista.

TALVEZ VOCÊ GOSTE TAMBÉM

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas