Em live, aposentadas abordam desafios e direitos dos idosos na pandemia

Servidoras conversaram sobre o isolamento social e as políticas governamentais que ameaçam os mais velhos na transmissão online que aconteceu nesta segunda-feira, 18 de maio.

O cotidiano daqueles que são o setor mais atingido pela pandemia, os idosos, a solidão do necessário isolamento social e o combate às políticas governamentais em curso, foram os temas da live do Sintrajud que aconteceu nesta segunda-feira, 18 de maio. O bate-papo virtual, voltado especialmente para os servidores aposentados, pensionistas e pessoas com mais de 60 anos,  teve a presença das servidoras Ana Fevereiro (aposentada do TRE e ex-diretora do Sindicato), Ana Luiza Figueiredo (aposentada do TRF-3 e integrante da atual direção), Maria Francisca Rueda (oficiala de justiça do TRT-2 aposentada e representante do segmento no Conselho de Base), além da diretora Luciana Carneiro (servidora do TRF-3).

Durante a live, as servidoras destacaram as dificuldades e especificidades do segmento que, em sua maioria, é parte do grupo que pode sofrer mais com as consequências da Covid-19, os maiores de 60 anos. “Esta conversa de hoje é importante porque queremos falar que nossa vida importa, e, infelizmente, o governo Bolsonaro tem usado uma política assassina, contrária ao isolamento, e acha que a solução é isolar apenas os velhos, abandonando-os em casa, e o restante que vá trabalhar. A ciência comprova que não é assim, enquanto não há vacina ou remédio para esse vírus, a única coisa que é possível fazer para garantir a vida é o distanciamento social”, afirmou Ana Luiza Figueiredo.

As aposentadas destacaram as dificuldades do isolamento para os idosos que estão sozinhos em casa. É o caso da servidora Ana Fevereiro, que não sai de seu apartamento desde o dia 14 de março. Para a aposentada, o mais difícil é lidar com a saudade e o afastamento de seus parentes. “A nossa rotina mudou totalmente nos últimos meses e cada um teve que encontrar dentro de si uma forma para suavizar e lidar com a situação, eu fui criando saídas para ficar quietinha dentro de casa: leituras, melhorei na informática e agora consigo fazer transações bancárias do meu computador e conversar com meus amigos, além do artesanato”, afirmou Ana Fevereiro. “É o que chamo de santa tecnologia. Apesar da tragédia temos saídas tecnológicas que nos ajudam”, destacou.

Para Maria Francisca Rueda, neste momento é  importante a atenção à saúde mental e valorização dos aposentados. “Nós, aposentados, muitas vezes somos os arrimos da nossa família, ajudamos muita gente, então temos que buscar cuidados para  sairmos desta crise mais fortes do que entramos”, ressaltou Maria Francisca.

Durante o bate-papo, as servidoras destacaram a importância dos serviços públicos e o desserviço dos governos que atacam o funcionalismo. “É um momento de duros ataques, que não podemos aceitar de cabeça baixa. Cabe aos órgãos governamentais atuar na defesa da população e não se aproveitar disso para retirar nossos direitos”, disse Luciana Carneiro.

Sintrajud continua à disposição

A diretora Ana Luiza Figueiredo lembrou aos colegas que, durante este período de isolamento, o Sintrajud está com as atividades presenciais suspensas, mas mantém o atendimento à categoria. Nos últimos dias, os funcionários do Sindicato estão entrando em contato com os aposentados e pensionistas. “Estamos ligando para saber como todos estão, com o objetivo de acolhimento e mostrar que não estão sós, estamos juntos nesta batalha pelas nossas vidas e por todos os demais servidores e servidoras”, afirmou a diretora. O contato também tem o objetivo de atualizar as informações de todos para manter este segmento por dentro das iniciativas da entidade neste período.

Esta foi a vigésima primeira live realizada pela diretoria do Sintrajud desde que teve início a quarentena. As transmissões foram adotadas para manter o diálogo sobre temas de interesse da categoria durante o isolamento social. Os bate-papos virtuais acontecem sempre às segundas (17h30) e quintas-feiras (11h),  e são transmitidos pelas páginas no Facebook, no YouTube e também aqui pelo site.

image_print