Diretoria colhe demandas de servidores da JT de São Bernardo do Campo

Dando continuidade às visitas nos locais de trabalho, os diretores liberados Claudia Vilapiano, servidora da JF/Campinas, e Fabiano dos Santos, servidor do TRT, estiveram no Fórum Trabalhista de São Bernardo do Campo nesta quarta-feira (22 de agosto).  Os diretores passaram nas varas para conversar com os servidores sobre as lutas que o Sindicato vem tocando […]

Dando continuidade às visitas nos locais de trabalho, os diretores liberados Claudia Vilapiano, servidora da JF/Campinas, e Fabiano dos Santos, servidor do TRT, estiveram no Fórum Trabalhista de São Bernardo do Campo nesta quarta-feira (22 de agosto).  Os diretores passaram nas varas para conversar com os servidores sobre as lutas que o Sindicato vem tocando em defesa da categoria e colher demandas específicas.

Dentre as preocupações apresentadas, as maiores e mais recorrentes estão relacionadas à saúde.  Por uma particularidade da região, muitas vezes, o deslocamento para consultas e exames de rotina são maiores que o tempo regulamentado de abono assegurado pelo Tribunal. “Acreditamos que o TRT adotou o entendimento de garantia de abono para o deslocamento, no entanto, esta é uma  garantia mínima que atende uma regra geral. Nos casos de necessidades diferenciadas, como é o caso de muitos colegas do ABC, orientamos que o servidor faça o pedido com a situação específica”, afirmou o diretor Fabiano dos Santos, destacando que o departamento jurídico do Sindicato está a disposição para assessorar e orientar a categoria.

Os servidores de São Bernardo do Campo também sofrem com a falta de posto médico no Fórum e a necessidade de se deslocarem até o Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda, para realização de perícia, em caso de licenças médicas. “Em que pese ser na região metropolitana de São Paulo, o percurso até a Barra Funda é muito longo para colegas que estão ou têm familiares com problemas de saúde que,  muitas vezes, são graves”, disse a diretora Claudia Vilapiano.

A diretoria do Sintrajud irá encaminhar requerimento reforçando o pedido para realização de perícias médicas na região onde o servidor é lotado e de instalação de postos médicos nos fóruns fora da capital paulista. “Acreditamos que está na hora de o Tribunal apresentar alternativas para a região do ABC e da Baixada Santista que garantam segurança para estes servidores”, destacou Claudia. Outra demanda que será apresentada à Administração do TRT é que os cursos de formação, eventos e seminários também ocorram em outros fóruns, além dos da capital, para garantir que os servidores da região metropolitana e da Baixada Santista também participem. Até porque há implicações na exclusão destes trabalhadores dos processos de formação, tendo em vista que em muitos casos o curso é obrigatório e a não participação do servidor pode dificultar que sejam designados para funções comissionadas, obtenham Adicional de Qualificação ou mesmo impactar na progressão na carreira.

Não houve tempo hábil para realizar as reuniões em todas as varas do Fórum Trabalhista de São Bernardo do Campo nesta quarta-feira. Por isso, a diretoria do Sintrajud agendará nova visita à cidade para conversar com os servidores das duas varas trabalhistas não visitadas e com os colegas lotados na JF. Outros municípios do ABC Paulista também serão visitados em breve.

Fechar Menu

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas