Direção executiva e conselho fiscal eleitos para o triênio 2020-2023 tomaram posse em cerimônia online

Solenidade aconteceu na manhã desta sexta-feira, 21 de agosto, e foi transmita pelas páginas do Sindicato no Facebook e Youtube.

A direção executiva e conselho fiscal do Sintrajud eleitos para o exercício de 2020-2023 foram empossados nesta sexta-feira, 21 de agosto, em uma solenidade online transmitida pelo no Facebook, YouTube e por este site. Não houve evento presencial para preservar o distanciamento social necessário e as condições de segurança sanitária.

Assista ao vídeo da posse abaixo e leia mais sobre o evento após o player:

 

A cerimônia de posse da nova gestão foi conduzida pela servidora do TRT-2 Inês Leal, que deixou nesta sexta a diretoria do Sindicato, após dois mandatos. Inês agradeceu a participação de todos os colegas no primeiro processo eleitoral feito de maneira completamente digital e telepresencial. “Foi um desafio, no meio de uma pandemia e uma crise humanitária, realizar um processo eleitoral. Aprendemos muito e buscamos garantir uma eleição com muita democracia e transparência“, destacou a servidora.

Para Inês, os desafios colocados para a próxima gestão são enormes e é necessário unificar a categoria e outros setores do funcionalismo público e da iniciativa privada para resistir. “Esta gestão que acabou enfrentou muitos ataques por parte dos governos [Michel] Temer e depois Bolsonaro, que aprofundaram o desmonte que vem sendo feito ao serviço público. Ao longo destes anos tivemos que travar uma série de lutas em defesa de direitos e condições de trabalho, e essa nova gestão, que começa hoje, vai ter pela frente um cenário de bastante luta, não só para manter os direitos, mas em defesa das nossas vidas”, disse.

Conheça aqui todas e todos os integrantes da diretoria executiva 2020-2023

A chapa 1 – Sempre em frente Sintrajud – Unidade na Luta, eleita com 64,66% dos votos válidos, agradeceu todos os servidores e servidoras que participaram do  processo eleitoral. “Saudamos toda a categoria que participou da eleição, votando ou debatendo, foi um processo bastante desafiador em um momento excepcional da nossa história, marcado pelo ineditismo. Certamente, a gestão que vem por aí terá desafios ainda maiores no próximo período”, afirmou Tarcisio Ferreira, servidor do TRT-2 e membro da chapa eleita. Na diretoria que se encerrou no dia de hoje Tarcisio cumpriu a tarefa como um dos coordenadores gerais, e agora passa à coordenação executiva.

Cláudia Vilapiano, servidora da JF Campinas que assumiu hoje uma das coordenações gerais do Sindicato, ressaltou que “foi uma eleição com ampla participação, e agradecemos muito por essa participação. O servidor público tem sido o alvo prioritário, e agora vamos enfrentar um dos maiores ataques ao servidor público, que é a ‘reforma’ administrativa. O ataque aos servidores públicos não é de graça, ele tem o objetivo que acabar com o serviço público que atende a população deste país, com os serviços de educação, saúde e justiça.”

Cláudia também ressaltou o aumento do número de dirigentes representantes de unidades de trabalho no interior do estado. “Vamos precisar de muita unidade para continuar o trabalho que foi feito nesta gestão, agregando os colegas do interior. Conseguimos avançar bastante na participação dos colegas do interior no Sindicato, mas queremos avançar ainda mais. Afinal, são os servidores que fazem o Sindicato”, frisou.

Além de agradecer os votos, a diretoria eleita participou da cerimônia destacando a necessária continuidade da mobilização contra o retorno presencial e a ‘reforma’ administrativa pretendida pelo governo Federal e o Congresso Nacional.  “Temos muitos desafios pela frente, no momento em que enfrentamos uma pandemia, com políticas irresponsáveis com a vida e a saúde dos trabalhadores. Este momento exige a unidade da categoria para uma mobilização nacional. Nossas vidas têm que estar acima dos lucros”, afirmou Fabiano dos Santos, servidor do TRT-2 e um dos novos coordenadores gerais do Sintrajud.

Para o servidor do TRF-3, Antônio Melquiades, que também atuará na coordenação geral da diretoria eleita, o próximo período exige uma mobilização maior e que envolva os servidores de todo o país, assim como aconteceu na greve de 2015. “Diante dessas reformas e ataques, precisamos construir uma campanha forte em defesa do serviço e dos servidores públicos, buscar o apoio da população, que será a maior prejudicada com esse sucateamento e privatização. Foi a força da mobilização da categoria na greve nacional de 2015 que garantiu nosso último reajuste”, destacou ‘Melqui’.

Para o conselho fiscal, foram eleitos como titulares Miriam Cunha Bastos (JF/Peixoto Gomide), Lucas Bizi Fracassi (JF/Campinas) e Marinilda Dias da Silva (JT/Santos). Ficaram na suplência os servidores Ana Cristina de Azevedo (JT/Ferraz de Vasconcelos), Ítalo Leonelo Júnior (aposentado do TRT-2) e Rodrigo Évora (JT/Guarulhos). “Nosso trabalho tem o objetivo de cuidar do patrimônio do Sindicato, buscando maior transparência, por isso quero agradecer o voto de confiança dos colegas”, afirmou Marinilda.

Manifestações de apoio e unidade

A solenidade teve a participação de representantes de entidades e movimentos parceiros que constroem a luta em defesa dos direitos sociais, trabalhistas e contra o sucateamento do serviço público. A magistrada Valdete Severo, presidenta da Associação Juízes para a Democracia; do professor da Faculdade de Direito da USP Marcus Orione; de representantes da CSP-Conlutas, central à qual o Sintrajud é filiado; e de sindicatos como o Sindsef (servidores do Poder Executivo em São Paulo), Sinsprev (previdenciários) e Sindjesp (servidores do TJSP), além dos movimentos Mulheres em Luta, Luta Popular e da Pastoral Operária Metropolitana da Arquidiocese do estado.

Representantes do movimento sindical judiciário de outros estados e que fazem parte da história dos 25 que o Sintrajud completa em dezembro próximo também participaram. Manifestaram suas saudações os servidores Démerson Dias, fundador do Sintrajud e da Fenajufe e servidor do TRE-SP; Elcimara Augusto, servidora do TJDFT, diretora da Fenajufe e membro do Movimento LutaFenajufe; Charles Bruxel, também dirigente da Fenajufe e do Coletivo Base Unida, servidor do TRT-7 (Ceará); e Alexandre Magnus, do Coletivo Vanguarda (com atuação no TRT-3, em Minas Gerais, e conselheiro fiscal da Federação da categoria).

O trabalhador Geraldo Rodrigues, diretor do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Correios, Telégrafos e Similares do Vale do Paraíba e Região, também fez uma saudação durante a solenidade. Geraldo falou sobre a greve nacional de sua categoria, iniciada na última terça-feira, 18 de agosto, contra os planos de privatização dos Correios e a falta de equipamentos de proteção individual para trabalhar durante a pandemia. “Estamos em greve por tempo indeterminado. A empresa quer retirar 70 clausulas do nosso acordo coletivo, que tem 79. É um momento difícil, no contexto de pandemia que nos impede de realizar atos de rua, mas continuaremos fazendo a luta firme e forte até a vitória”, ressaltou Geraldo. A última assembleia geral do Judiciário Federal aprovou apoio à mobilização dos trabalhadores dos Correios.

Ao final da cerimônia, o presidente da comissão eleitoral, Eduardo Pereira Galindo, servidor do TRT-2, deu posse formal à diretoria executiva e ao conselho fiscal eleitos para o exercício de 2020-2023. “Dada a posse à nova direção executiva e conselho fiscal, desejamos muita sorte, muito diálogo e união para que a gente consiga fazer tudo em prol da nossa categoria”, finalizou Galindo.

Serão dirigentes do Sindicato nos próximos três anos:

Coordenadores Gerais
Claúdia Vilapiano (JF-Campinas)
Fabiano dos Santos (TRT-Adm.)
Antonio Melquíades ‘Melqui’ (TRF)Coordenadores de Finanças
Luciana Carneiro (TRF)
Cleber Aguiar (TRF)
Maria Ires Lacerda (JEF/SP)Coordenações Executivas
Henrique Sales (TRT/Barra Funda)
Raquel Morel (TRE)
Marcos Trombeta (JF/Ceuni)
Anna Karenina (JF/Pres. Prudente)
Tarcisio Ferreira (TRT/Barra Funda)
Ismael Souza (TRT/Barra Funda)
Ana Silvia Poço (JF/Ceuni)
Salomão Ferreira (TRT/São Vicente)
Ester Nogueira (JF/Aposentada)
João Carlos (JF/Marília)
Beatriz Massariol (JF/Ceuni)Suplentes
Cláudia Sperb (TRE/Aposentada)
Luiz Paiva (JF/Caraguatatuba)
Angelica Olivieri (JF/Aposentada)

Conselho Fiscal eleito:

Titulares
Miriam Cunha Bastos (JF/Peixoto Gomide)
Lucas Bizi Fracassi (JF/Campinas)
Marinilda Dias da Silva

Suplentes
Ana Cristina de Azevedo (TRT-2)
Ítalo Leonelo Junior (aposentado TRT-2)
Rodrigo Evóra (TRT-2)

 

Leia aqui todas as notícias e documentos publicados sobre as Eleições Sintrajud 2020: 100% digital