CSP Conlutas Sintrajud Fenajufe
SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL NO ESTADO DE SÃO PAULO
08/nov/2018

Aposentados e pensionistas elegeram representantes para o Conselho de Base

Diretores de Base foram eleitos no Encontro Estadual que aconteceu nesta quarta-feira, 7; atividade teve debate sobre saúde e envelhecimento e conjuntura nacional.

Shuellen Peixoto Fotos: Jesus Carlos

Os representantes dos aposentados e pensionistas do Judiciário Federal de São Paulo no Conselho de Base foram eleitos no Encontro Estadual que aconteceu nesta quarta-feira (7 de novembro). Seguindo as normas regimentais, foram eleitos 15 colegas que vão se somar aos diretores de base escolhidos pelos servidores da ativa entre 15 e 19 de outubro.

Além da eleição, o Encontro teve debates sobre conjuntura, com a análise das diretoras do Sintrajud Ana Luiza de Figueiredo Gomes e Ester Nogueira, e uma palestra sobre “Como envelhecer com saúde”, com a doutora Yeda Aparecida de Oliveira Duarte, professora da USP.

Para Ana Luiza Figueiredo, servidora aposentada do TRF-3, diante dos ataques ao serviço público que vêm sendo aplicados sistematicamente pelos governos anteriores e os que já estão sendo anunciados pelequipe do presidente eleito, é urgente ter uma diretoria de base forte e ampla. “Sabemos que nossa tarefa como aposentados é diferente dos colegas da ativa, pois não estamos mais nos locais de trabalho, mas nossa experiência e força são necessárias para a tarefa do próximo período que é a luta em defesa dos nossos direitos”, destacou a servidora.

Mesmo já aposentados, os servidores concordaram que a principal luta do próximo período é contra a ‘reforma’ da Previdência, uma das prioridades do novo governo, que já anunciou que uma das propostas é o aumento da contribuição previdenciária. “Tudo que acontece com o pessoal da ativa, acontece com os aposentados também, por isso nossa luta é a mesma”, disse Ester Nogueira, também aposentada da JF. “Este é o momento de nos unirmos, independente de que posição política cada um tenha, temos que lutar contra os abusos e ataques às minorias e aos direitos dos trabalhadores”, ressaltou a diretora.

O sentimento da necessidade de resistência contra os ataques aos direitos dos trabalhadores e em defesa das liberdades democráticas foi o que motivou a servidora aposentada do TRE Cláudia Sperb a participar da atividade. “Eu fui diretora do Sindicato há muitos anos e resolvi voltar à militância agora. Devo isso ao Bolsonaro, porque senti a necessidade de lutar contra os absurdos que ele propaga”, afirmou Cláudia. “Este é o momento que temos que chamar as pessoas, nossos colegas para se unirem, mostrar que ele não vai calar nossa voz”, finalizou.

Após a eleição e os debates, os servidores participaram de uma confraternização e atividades culturais.

Eleitos para a diretoria de base:

Akiko Akiyama – TRT-2

Assunta Maria de Gaspari – TRE

Cláudia Sperb – TRE

Cláudia Vicente – TRE

Deusa Assis dos Santos – TRE

Flávio Conrado Júnior – JMU

Geraldo dos Santos – TRF-3

Ivo Oliveira Farias – TRT-2

Leopoldina Bergel – TRT-2

Luiz Carlos Miranda – JF/São José do Rio Preto

Maria Angélica Olivieri – JF/Execuções Fiscais

Márcio Arnaldo Guimarães Lóis – TRE

Maria Cecília Pereira – TRE

Maria Francisca Lopes Rueda – TRT-2

Maria Helena Garcia Leal – TRF-3

Saúde e envelhecimento

Além do debate político, o Encontro também teve um debate sobre “Como envelhecer com saúde”, após palestra ministrada pela professora da Escola de Enfermagem e da Faculdade de Saúde Pública da USP, Yeda Aparecida de Oliveira Duarte. Foi um espaço de conversa sobre o envelhecimento na sociedade contemporânea, as condições de vida e saúde dos idosos.

Para a professora da USP, o processo de envelhecimento precisa ser encarado como algo natural e acompanhado de cuidados com a saúde e o bem-estar. “A população brasileira está envelhecendo, são mais de 30 milhões de idosos no Brasil, 1,7 milhão somente em São Paulo. É preciso encarar essa realidade para superar os preconceitos contra as pessoas idosas”, afirmou.

A prática de exercícios físicos, alimentação saudável, ida regular ao médico, busca de hobbies e amigos, são algumas dicas que enfermeira destacou para os participantes do encontro. “Envelhecer com saúde e ativamente significa que não vamos nos isolar da sociedade, é preciso manter-se ativo e mostrar a cara”, disse a professora da USP.

Este é o segundo Encontro Estadual de aposentados e pensionistas do Sintrajud realizado este ano. O primeiro aconteceu em maio, na cidade de Avaré. Para a servidora aposentada do TRT-2 Maria Francisca Lopes Rueda, iniciativas como estas precisam ser constantes no Sindicato. “Fico muito feliz de participar [do Encontro], este é um espaço muito importante, permite que reencontremos nossos colegas. Reconheço aqui todos os rostos, e são pessoas que estiveram na luta ao meu lado durante muitos anos”, afirmou.

O Núcleo de Aposentados e Pensionistas reúne-se semanalmente, sempre quartas-feiras, 14 horas, na sede do Sintrajud.

Compartilhar: