Alagamentos: Sindicato pede suspensão de expediente

TRT-2 já cancelou expediente, TRF-3 e JF suspenderam atividades na sede e TRE, na capital; Sindicato atende em regime de plantão telefônico e pede que servidores enviem fotos de situações de alagamento em sua região de moradia.

Entrada do Fórum Trabalhista Ruy Barbosa (Crédito: Marcus Vergne).

 

A direção do Sindicato já fez requerimento de suspensão das atividades no Tribunal Regional Eleitoral, no Tribunal Regional Federal da 3a Região e na seção judiciária da Justiça Federal e subseções. Também foi pedido o abono do ponto para os servidores que não conseguiram chegar a seus locais de trabalho.

O Tribunal Regional do Trabalho da 2a Região já suspendeu o expediente em todas as unidades e cancelou a cerimônia de abertura do ano letivo na Escola Judicial, em função da inviabilidade de acesso ao Fórum Trabalhista Ruy Barbosa (foto).

Às 10h18, a diretoria-geral do TRF-3 também comunicou a suspensão do expediente, após o requerimento do Sindicato.

Às 10h32 a Diretoria do Foro informou a suspensão do expediente na subseção da capital. Outras regiões do estado, como a Baixada Santista, também enfrentam alagamento. Servidores das cidades de Osasco e Botucatu relatam dificuldade para sair de casa e falta de transporte público.

Às 13h07 o TRE suspendeu o expediente na capital, ficando a suspensão nos cartórios da Região Metropolitana e interior a critério do juiz e chefes. O Sintrajud apela aos responsáveis por essas unidades que a prioridade seja a segurança dos servidores e usuários.

O atendimento na sede do Sindicato também será feito hoje somente por telefone – (11) 99345-6746 e 94559-0119 – ou pelo WhatsApp da entidade.

Pedimos aos servidores que enfrentam alagamento na sua região de moradia que enviem fotos da situação pelo WhatsApp (11) 99128-5217, o que pode ser feito clicando aqui.

Em razão dos alagamentos que atingem a região Metropolitana, o Corpo de Bombeiros orienta as pessoas a não saírem de casa. Às 8h47 a corporação noticiava pelo Twitter oficial 320 atendimentos por causa de enchentes, 36 por desmoronamentos e deslizamentos, e 47 por quedas de árvores.

Cidade de Santos, na Baixada Santista (enviada por servidora).

 

* Texto publicado às 10h27 e atualizado às 10h35, às 10h57 e às 13h36.

image_print
Fechar Menu

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas