Advogado do Sintrajud fala aos servidores do TRT sobre impacto da “Nova Previdência”

Fotos: Kit Gaion.

 

O advogado Cesar Lignelli, do Departamento Jurídico do Sintrajud, falou aos servidores lotados na sede do TRT nesta quinta-feira, 9 de maio, sobre as ameaças aos direitos dos trabalhadores contidas na ‘reforma’ da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro. Realizada no auditório do prédio da rua da Consolação, a apresentação fez parte de uma série de palestras que o advogado vem realizando nos locais de trabalho e foi acompanhada pelos diretores do Sintrajud Gilberto Terra e Henrique Sales Costa.

Cesar detalhou as mudanças no cálculo do tempo de contribuição e as reduções no valor dos proventos para diferentes grupos de servidores. Ele também mostrou o impacto da ‘reforma’ sobre pensões e outros benefícios e explicou como o regime de capitalização pode dificultar ainda mais a aposentadoria. Segundo o advogado, a adoção desse regime atende aos interesses do sistema financeiro.

“A palestra foi muito boa e tirou todas as nossas dúvidas”, elogiou o servidor Reinaldo Augusto Ribeiro, que já cumpriu todos os requisitos para se aposentar. “Só estou esperando a minha filha se formar”, declarou.

Já o servidor Douglas Baraldo tinha a expectativa de se aposentar em 2023. Se a reforma for aprovada, terá de esperar pelo menos até os 65 anos, ou seja, até 2032. Ele já tem 37 anos de contribuição para a Previdência e 31 anos de serviço público.

“A reforma quebra todo um projeto de vida; eu nem entraria para o serviço público se isso já estivesse em vigor naquela época”, reclamou. Douglas sugeriu que as palestras sejam divulgadas para toda a população.

“Da forma como está colocada, essa reforma favorece somente o sistema financeiro e é uma afronta ao cidadão”, observou.

“Como servidor público, não me vejo como privilegiado”, afirmou Douglas, criticando o discurso do ministro da Economia, Paulo Guedes, e de outros integrantes do governo, que apontam os servidores como alvo principal da reforma.

 

Outras apresentações

Cesar Lignelli percorreu fóruns da Baixada Santista.

No próximo dia 17, às 15 horas, Cesar Lignelli apresentará a palestra sobre a ‘reforma’ da Previdência no Fórum de Execuções Fiscais da Justiça Federal, na capital. No dia 31, às 13 horas, será a vez do Fórum Pedro Lessa, também da JF.

Já foram realizadas 16 palestras em diferentes locais de trabalho na capital, no interior e na Baixada Santista, além de uma apresentação na sede do Sindicato, para os aposentados e pensionistas.

Na Baixada Santista, o advogado esteve nesta sexta-feira para falar aos servidores da JT Guarujá. Ainda na região, neste mês ele também já esteve na JT e na JF de Santos e São Vicente e na JT Praia Grande. A subsede também realizou uma palestra para servidores da região no próprio espaço do Sindicato, ministrada pelos diretores Fabiano dos Santos e Lynira Rodrigues.

“As palestras têm sido de fundamental ajuda para que os trabalhadores possam entender as 66 páginas que compõem a PEC 6/2019. Doutor Cesar está muito bem preparado, e a palestra traz ilustrações que têm deixado os servidores bastante preocupados com o tempo de trabalho, que vai aumentar, com a questão de termos que contribuir mais [com o aumento da alíquota] e em particular com a diminuição dos valores que serão percebidos após a ‘reforma’, caso ela seja aprovada. Já reunimos cerca de 140 servidores. Quem tem a oportunidade de ouvir, ao tomar pé da brutalidade e da barbárie em que a situação vai se transformar, sai ainda mais preocupado. Nesse sentido, tem sido fundamental para a conscientização dos servidores e para que mais trabalhadores se oponham a essa destruição.” (Lynira Sardinha, diretora do Sintrajud).

Fechar Menu

Generic selectors
Apenas termos exatos
Buscar nos títulos
Buscar nos conteúdos
Buscar em Publicações
Buscar nas páginas