A greve no 18M é em casa, orienta diretoria do Sintrajud

A Greve Nacional da próxima quarta-feira (18 de março) está mantida e já foi comunicada a todas as administrações. Se os tribunais não fecharem, a orientação da diretoria do Sindicato é que os trabalhadores não saiam de suas casas. Apenas o ato marcado originalmente para as 17 horas na Avenida Paulista foi cancelado, em virtude da pandemia.

Todos, inclusive os servidores em estágio probatório, estão protegidos pelo direito de greve, potencializado por este período de crise sanitária.

Faça a sua parte. Não contribua para a disseminação do coronavírus e não coloque em risco a sua saúde, de sua família e da coletividade.

Sindicato em regime especial de funcionamento

Todas as atividades setoriais e de núcleos do Sindicato estão suspensas até que haja condições de realizá-las.

O atendimento à categoria continua em regime de plantão telefônico, pelo WhatsApp (clique aqui) ou e-mail. O telefone para atendimento, das 10h às 18h, é o (11) 98933-6276. Não haverá também atendimento presencial na sede e nem na subsede da entidade.

Assembleia suspensa e congresso adiado

A direção do Sindicato voltou a se reunir nesta segunda-feira (16) e decidiu suspender a convocação de assembleia na próxima quarta-feira e adiar a realização do 9° Congresso do Sintrajud. As medidas respondem a demandas da própria categoria e à responsabilidade que a diretoria assume neste momento de emergência sanitária.

A assembleia foi convocada na última sexta-feira com base na necessidade de cumprir os prazos legais para aprovação de medidas contra a inércia das administrações em determinar o fechamento de todas as unidades e a suspensão de todas as atividades judiciárias nos regionais no estado. Diferentemente de outras entidades que excluem a base das decisões, o Sintrajud preza a legitimidade das deliberações da categoria.

Diante do acirramento da pandemia, a diretoria do Sindicato segue atuando para suspender todas as atividades no Judiciário Federal em São Paulo, com a responsabilidade legitimada de suspender a assembleia e adiar o Congresso.

“Independente da realização da assembleia neste momento difícil, a direção do Sindicato mantém o chamado à categoria para a luta neste dia 18 de março, que assume também o caráter de defesa da saúde. Luta que segue após o dia 18 e ao final da pandemia ganhará novo fôlego”, conclui o diretor do Sintrajud Tarcisio Ferreira.